Aprovação de MP “correu risco” e que é preciso “conversar com quem não votou na gente” diz Lula

0
235

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta sexta-feira (2), que a MP dos ministérios “correu risco” e que é preciso “conversar com quem não votou na gente”. As declarações foram dadas durante evento em São Bernardo do Campo (SP).

“Ontem, a gente corria o risco de não ter aprovado o sistema de organização do governo que nós fizemos. Você tem que conversar com quem não gosta da gente, com quem não votou na gente”, disse o presidente.

“Você tem que conversar com quem não gosta da gente, com quem não votou na gente”, acrescentou. O mandatário ressaltou ainda ser importante que “vocês saibam o esforço para governar”.

A MP dos ministérios foi aprovada na Câmara dos Deputados na noite de quarta-feira (31), com 337 votos favoráveis, 125 contrários e uma abstenção. Era necessário maioria simples — a metade dos deputados presente, mais um — na Casa para que o projeto avançasse.

Apesar da votação favorável, a aprovação foi vista como um último aceno dos deputados ao governo. A partir de agora, cobram que o Planalto dê sinais concretos e efetivos de melhora na articulação política antes de qualquer outra votação.

No Senado, onde a base governista tem força, a resistência ao texto foi menor: 51 votos favoráveis e 19 contrários.

No evento desta sexta, Lula participou da inauguração de complexo de laboratórios da Universidade Federal do ABC, no campus de São Bernardo do Campo. Além do presidente, esteve presente o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e outros aliados.

 

Por Lucas Schroeder da CNN

em São Paulo