Athletico-PR elimina Botafogo na Copa do Brasil

0
191
  • Resumão

    O Furacão está nas quartas de final da Copa do Brasil. A classificação saiu nos pênaltis, após o Botafogo vencer por 1 a 0 no tempo normal, com gol de Tiquinho Soares na primeira etapa. Com 3 a 3 no placar agregado, a classificação foi definida nas penalidades máximas, que contou com brilho de Bento. O goleiro fez duas grandes defesas e viu o Athletico acertar todos os arremates.

    Botafogo 1 (2) x (4) 0 Athletico-PR - Melhores momentos - Oitavas da Copa do Brasil 2023

    Botafogo 1 (2) x (4) 0 Athletico-PR – Melhores momentos – Oitavas da Copa do Brasil 2023

  • O brilho de Bento

    O goleiro do Athletico-PR pegou as duas primeiras cobranças do Botafogo. Bento acertou a escolha do canto de Tiquinho Soares e Tchê Tchê nos dois primeiros chutes e deu tranquilidade aos paranaenses. Thiago Heleno, Vitor Bueno, Terans e Alex Santana marcaram para o Furacão. Marlon Freitas e Lucas Fernandes converteram para o Glorioso, mas não foi suficiente para chegar à última cobrança.

    Botafogo 1 (2) x (4) 0 Athletico-PR - Pênaltis - Oitavas de final da Copa do Brasil 2023

    Botafogo 1 (2) x (4) 0 Athletico-PR – Pênaltis – Oitavas de final da Copa do Brasil 2023

  • Atuações do Athletico

    Bento pega dois pênaltis e vira herói contra o Botafogo na Copa do Brasil

    • Atuações do Botafogo

      Marlon Freitas é o melhor em eliminação após bom jogo; dê suas notas

    • Primeiro tempo

      Precisando do resultado, o Botafogo foi quem tomou as iniciativas no início do jogo, mesmo com dificuldades para trocar passes no setor ofensivo. A equipe de Luís Castro encontrou alternativa na ligação direta da defesa ao ataque e conseguiu abrir o placar. Lucas Perri lançou a bola no campo ofensivo, encontrou Júnior Santos pelo lado esquerdo, que enfrentou a marcação e deu o passe para Tiquinho Soares. O artilheiro deixou Hugo Moura no chão e abriu o marcador. No restante do etapa inicial, o Athletico-PR até tentou reagir, colocando o Botafogo no campo defensivo em alguns momentos, mas não conseguiu levar muito perigo ao gol. Aos 40 minutos, uma baixa importante no Glorioso: Marçal sentiu o joelho e precisou deixar o gramado, dando lugar a Hugo na lateral esquerda.

    • Segundo tempo

      Apesar do revés na etapa inicial, o Athletico-PR voltou ainda sem conseguir chegar com perigo à área do Botafogo. Já os alvinegros construíram jogadas com mais paciência, principalmente pelo lado esquerdo. Logo aos 9 minutos, Eduardo tabelou com Victor Sá, que cruzou na área, Tiquinho deu um lindo toque de letra para Júnior Santos, que chegou finalizando e obrigando o goleiro Bento a fazer uma grande defesa. Com a necessidade de abrir vantagem e avançar sem os pênaltis, o time de Luís Castro ainda chegou mais uma vez, novamente pela esquerda e finalização de Victor Sá, com outra grande defesa do goleiro paranaense. Mesmo com a posse superior, o time não conseguiu transformar em chances reais no restante da etapa complementar e levou a decisão às penalidades.

    • Melhor público no Nilton Santos desde 2017

      O Botafogo quebrou o recorde de público do ano no Nilton Santos. Foram 37.682 presentes na partida das oitavas de final do torneio. O número superou o jogo contra o Nacional-URU pela Libertadores da América em 2017.

    • Furacão nas quartas de final

      Essa é a 13ª vez que o Athletico-PR chega às quartas da Copa do Brasil. Com a classificação na noite desta quarta-feira, o clube avança para a fase pelo terceiro ano consecutivo e repete o feito de 2011, 2012 e 2013. O clube foi campeão em 2019 diante do Internacional, levantando o troféu de forma inédita.

    • Reencontro no próximo sábado

      As duas equipes viram a chave e se enfrentam no próximo sábado pelo Campeonato Brasileiro. O jogo será na Arena da Baixada, às 18h30, pela 9ª rodada da competição. O Botafogo é líder isolado com 21 pontos e o Athletico ocupa 11º com 12 pontos.