Caged: Brasil abre 142 mil vagas de emprego em julho, queda anual de 36%

0
176

De acordo com o último relatório divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o Brasil registrou a abertura de 142 mil novas vagas de emprego em julho deste ano. Porém, vale ressaltar que houve uma queda de 36% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

O setor que mais contribuiu para a geração de empregos foi o de serviços, com a criação de 64 mil vagas. Em seguida, destacaram-se a indústria da transformação, com 42 mil vagas, e a construção civil, com 23 mil vagas.

Apesar do aumento na oferta de empregos, é importante notar que a queda anual indica um cenário desafiador para o mercado de trabalho. A pandemia de COVID-19 ainda afeta negativamente diversos setores da economia, resultando em uma demanda reduzida por mão de obra.

É necessário que o governo e as empresas continuem adotando medidas que estimulem a recuperação econômica e a retomada do crescimento sustentável. Investimentos em capacitação profissional, incentivos fiscais e políticas de incentivo ao empreendedorismo podem ser algumas das estratégias utilizadas para impulsionar a criação de empregos e superar os obstáculos atuais.

Ainda que seja um desafio, a tendência é que a economia gradualmente se recupere, proporcionando um ambiente mais favorável à geração de empregos num futuro próximo. No entanto, é fundamental que sejam aplicadas políticas públicas e ações estratégicas para impulsionar esse processo de forma eficaz e sustentável.