Câmeras do Programa Vigia Mais MT ajudam na apreensão de droga avaliada em R$ 2,7 milhões

0
46
Bope
O Batalhão de Operações Especiais (Bope) apreendeu 113 kg de cocaína avaliados em R$ 2,7 milhões, nessa quinta-feira (10.08), em Salto do Céu (a 294 km de Cuiabá), com o apoio de imagens de câmeras de monitoramento do Programa Vigia Mais MT, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). A droga era transportada em uma caminhonete.

Após receber informações da Polícia Federal, o Bope começou a monitorar as câmeras do programa e puderam concentrar os esforços na zona rural, já que as imagens revelaram que os criminosos não estavam na cidade.

“Com menor área de ação operacional, os policiais realizaram patrulhamento rural próximo à Comunidade São Jorge, onde visualizaram a caminhonete Ranger com os dois suspeitos que fugiram em alta velocidade ao avistar a viatura policial. Na Comunidade Cristianópolis, o veículo tombou e os militares apreenderam o entorpecente, causando prejuízo milionário ao tráfico de drogas”, detalha o comandante do Bope, tenente-coronel Frederico Corrêa Lima Lopes.

No automóvel, os agentes encontraram 68 tabletes de cloridrato de cocaína e 40 tabletes de pasta base de cocaína. Os suspeitos fugiram pela mata. A polícia faz buscas para tentar localizá-los.

A caminhonete e o entorpecente foram encaminhados para a sede da Polícia Federal, em Cáceres.

Monitoramento

Salto do Céu foi primeira cidade de Mato Grosso a se tornar 100% monitorada pelas câmeras do programa Vigia Mais MT. Por meio de um termo de cooperação com a Prefeitura Municipal, o Governo do Estado entregou oito câmeras fixas, uma speed domes, uma OCR’s (que permitem a leitura de placas de veículos), além de switches, nobreaks e armários.

As câmeras foram colocadas em locais estratégicos do município com 4,4 mil habitantes, como, por exemplo, em frente a cachoeira Salto do Céu, ponto turístico bastante movimentando que fica no perímetro urbano. Os outros lugares escolhidos, além da região central, foram as vias que ligam a cidade aos municípios vizinhos.
Fonte: Fabiana Mendes e Hallef Oliveira Sesp-MT
Crédito de imagem: Bope