Juros do rotativo do cartão vão a 445,7% a.a em julho; inadimplência atinge 49,5% das operações de crédito

0
51
shopping business money pay
Photo by Pixabay on Pexels.com

Os juros do cartão de crédito subiram em julho.

De acordo com dados divulgados pelo Banco Central, a taxa média de juros cobrada pelos bancos nas operações com cartão de crédito rotativo subiu de 437% ao ano, em junho, para 445,7% ao ano em julho.

O juro rotativo é aquele que incide quando o consumidor paga menos que o valor total da fatura do cartão.

Vale lembrar que, por determinação do Banco Central, os bancos são obrigados a transferir, depois de 30 dias, a dívida do rotativo do cartão de crédito para o parcelado, a juros mais baixos que os do rotativo.

Considerando o juro total do cartão de crédito, que leva em conta operações do rotativo e do parcelado, a taxa passou de 104,2% para 102,7% ao ano entre junho e julho.

O cartão de crédito é o principal vilão da inadimplência do país, que, segundo dados mais recentes chega a 49,5% das operações. Os valores devidos, considerando todas as modalidades de crédito, somam R$ 76 bilhões em dívidas

Aliás, outra modalidade de crédito muito usada pelo brasileiro é o cheque especial, quando o consumidor fica com saldo negativo da conta bancária.

Nesse caso, a taxa de juros caiu na passagem do sexto para o sétimo mês, indo de 134,5% para 132,5% ao ano.

Juros do cartão de crédito e do cheque especial são os mais caros na comparação com outras linhas de crédito.

Por isso, a orientação dos economistas é que os consumidores escolham modalidades de crédito, sempre que possível.

O empréstimo consignado e o empréstimo pessoal, por exemplo, costumam ser opções melhores.

Em julho, o juro médio cobrado no empréstimo consignado foi de 25,4% ao ano .e, no crédito pessoal, de 42,6%, também ao ano.