Série D: oito times abrem quartas atrás do tão sonhado acesso

0
172

A Série D do Campeonato Brasileiro chega neste fim de semana ao seu ponto chave. A etapa das quartas de final inicia neste sábado (26) e definirá os quatro times que subirão à Série C, uma conquista que pode até ser classificada como mais importante do que o próprio título da competição. As oito equipes que ainda estão no páreo vêm de passados distintos. A vaga representa o principal objetivo da temporada para todos os envolvidos, mas certamente alguns deles vivem expectativa ainda maior por causa do tempo que estão afastados da terceira divisão nacional.

https://twitter.com/TVBrasil/status/1694818180613497116?s=20

Dois clubes com muitos anos de história ainda buscam disputar sua primeira Série C. Bahia de Feira (fundado em 1937) e Athletic (1909) nunca chegaram lá. Curiosamente, os dois serão adversários nesta fase – o primeiro duelo acontece neste sábado, em Feira de Santana, a partir das 17h30 (horário de Brasília). Ou seja, um deles enfim encerrará um longo jejum. O outro terá que se conformar em tentar novamente em 2024.

Outros quatro estão longe da Série C desde que ela ainda era a última divisão nacional – como hoje é a Série D. Uma temporada mal-sucedida na terceira divisão, naquela época, significava não ter a certeza de uma competição de porte nacional no calendário do ano seguinte. O Maranhão foi quem esteve lá mais recentemente, em 2006. Portuguesa (2004), Sousa (2003) e Ferroviária (2002) também se encaixam nesta descrição. Os dois últimos serão adversários nesta fase, proporcionando uma outra inevitável quebra de jejum, desta vez em menor escala do que o de Bahia e Athletic.

A Portuguesa bateu na trave no ano passado, quando foi eliminada justamente nas quartas de final pelo Amazonas. O meia-atacante Romarinho, de 29 anos, que tem forte ligação com o clube da Ilha do Governador por ter sido revelado lá, acredita que a vez do time chegou.

“Há mais ou menos um ano nos encontrávamos nessa mesma posição e infelizmente não conseguimos o tão esperado objetivo, que era o acesso. Mas isso serviu para amadurecer o clube nessa competição. Poucos jogadores permaneceram desde então e eu fui um deles. Agora estamos mais fortes e mais experientes para esse momento, e também vamos poder decidir em casa”, afirma.

Ferroviário é apontado como favorito

Os outros dois clubes que completam o grupo dos oito candidatos às vagas na Série C de 2024 são os únicos que já participaram dela no modelo de acesso e descenso, instituído com o início do Brasileirão Série D em 2009. O Caxias – adversário da Portuguesa – esteve lá pela última vez em 2015. No caso do Ferroviário, a competição ainda está fresca na memória. O time participou da Série C no ano passado, terminando rebaixado.

Em 2023, o status de favorito ao acesso foi confirmado em campo. A equipe chega para o confronto com o Maranhão com a melhor campanha da competição de forma disparada. Ainda não foi derrotada em 18 jogos (13 vitórias e 5 empates). O técnico Paulinho Kobayashi, que chegou em fevereiro, diz que agora, que as semanas mais importantes do ano enfim chegaram, o time tem que entrar em campo com foco renovado.

“O acesso é muito importante não apenas para o clube, mas também para os atletas. É sempre bom você conquistar um acesso. Agora é encarar a decisão de uma forma totalmente diferente, como se fosse uma final de Copa do Mundo. Isso fará com que consigamos o maior objetivo do clube, que é retornar à Série C, de onde não deveria ter saído”, opinou o treinador.

Edição: Fábio Lisboa

Fonte: Igor Santos – Repórter da EBC – Rio de Janeiro