Tuna Luso-PA luta para voltar à Série C depois de 16 anos

0
113

Fora da Série C desde 2007, a Tuna Luso-PA iniciou sua participação no mata-mata da Série D com a vitória sobre o Maranhão por 3 a 2. No domingo (6), defenderá a classificação com o apoio de sua torcida no Estádio Curuzu, em Belém.

A Tuna apresenta invencibilidade de sete jogos pela competição jogando em casa, com seis vitórias e um empate. É o local preferido do artilheiro do time, Paulo Rangel, de 38 anos, para balançar as redes. Ele marcou seis de seus sete gols no Curuzu. 

Campeã da Série B em 1985 e da Série C em 1992, a Tuna Luso sonha com o acesso e com o título da competição. Caso avance de fase, terá pela frente o vencedor do confronto entre Retrô-PE e Pacajus-CE. A equipe pernambucana saiu na frente da eliminatória, por 2 a 1.

Tuna Luso-PA

Tuna Luso garantiu a vitória nos acréscimos
Créditos: Ascom TLB/Lucas Sampaio

A equipe paraense defende vantagem para o próximo jogo, mas o treinador do clube, Júlio Cesar, pregou cautela e respeito pelo adversário na partida de volta.

“Nosso grupo está muito ciente de que jogamos apenas o primeiro tempo de um jogo de 180 minutos. O adversário já mostrou sua qualidade, eles se defendem e atacam muito bem, com intensidade. Temos muito respeito, porque a gente ainda precisa ter um segundo jogo em Belém com muita atenção, para não ser surpreendido. Será um jogo difícil, com nível de concentração altíssimo, e vamos estar preparados para merecer a classificação”, explicou.

Tuna Luso-PA

Júlio Cesar é treinador da Tuna Luso desde abril e comandou campanha da primeira fase
Créditos: Ascom TLB/Lucas Sampaio

A vitória diante do Maranhão veio com o gol de Dedé aos 48 minutos do segundo tempo. Júlio descreveu o sentimento de comemorar um gol nos minutos finais de um duelo. Para ele, a postura da equipe após levar o empate foi primordial para conseguir a vitória.

“Sempre que um gol sai nos acréscimos, a emoção é diferente. O gol só surgiu porque a gente teve atitude, logo após o empate, para colocar a bola no chão e não se contentar com o 2 a 2”, comemorou.

Tuna Luso-PA

Tuna Luso decide a classificação no próximo domingo, no Estádio Curuzu
Créditos: Ascom TLB/Lucas Sampaio

No comando desde 26 de abril, o técnico lembrou da derrota sofrida nos acréscimos para o Nacional-AM, ainda na primeira fase. O revés fez com que a equipe amazonense terminasse em primeiro lugar do Grupo A1, com 30 pontos, dois à frente da Tuna.

“Tivemos uma situação de levar um gol no final, pela penúltima rodada da fase classificatória, contra o Nacional e perdemos a partida. Dessa vez, foi a nosso favor”, recordou-se.

Tuna Luso-PA

Tuna Luso sofreu derrota nos acréscimos para o Nacional-AM, ainda pela primeira fase
Créditos: Ascom TLB/Lucas Sampaio

Ao longo da semana, o elenco terá dias de treinamento visando à partida, e Júlio detalhou o que será passado aos atletas com foco na preparação do jogo decisivo. 

“Nesse momento da competição, é muito vídeo, informação de detalhe de como se comportou o adversário, os pontos fortes e os que podem ser explorados. Falamos de variações para aquilo que o jogo pedir, como mudança de sistema, marcação alta ou baixa. Tudo isso a gente vai trabalhar durante a semana, passando essas informações bem pontuais para não ser surpreendido durante o jogo”, afirmou.

“O grupo é muito inteligente, que comprou a ideia da comissão técnica e tem tudo para fazer um grande jogo e merecer a vitória”, disse.

 

Fonte: CBF
Crédito de imagem: Créditos: Divulgação / Camboriú FC