Após derrota qual será o futuro de Sampaoli no Flamengo

0
92

O técnico Jorge Sampaoli demorou mais de uma hora para conceder coletiva de imprensa após o vice-campeonato da Copa do Brasil, graças ao empate com o São Paulo, por 1 a 1, neste domingo, no estádio do Morumbi. Apesar da demora, o treinador do Flamengo negou pedir demissão e colocou a vaga na Copa Libertadores como prioridade para a sequência da temporada.

Sobre a sequência do trabalho, Sampaoli não quis falar em título e enfatizou a busca pela vaga na próxima edição da Libertadores. “Acho que, como falava, essa Copa teve muita ilusão, porque, para mim, o time foi o melhor dessa Copa. Mas tanto no Brasileiro como na Libertadores, o time não teve o mesmo rendimento. Agora, terá que lutar por uma vaga na Libertadores e lutar para chegar o mais alto possível no Brasileiro, porque é o torneio que temos. Mas eu acho que seguramente o time terá que ter muita regularidade para conseguir isso.”

Após a derrota, Sampaoli não quis ficar em campo para receber a medalha de prata e correu para o vestiário, onde teve uma conversa com membros da diretoria do Flamengo. Coube a Dorival Júnior, ex-técnico do clube a atual comandante do São Paulo, consolar os jogadores do clube rubro-negro. O treinador ainda fez uma análise sobre o desempenho do seu time.

Eu acho que o jogo foi favorável ao Flamengo. Nos quatro tempos, três foram para o Flamengo. Nesta Copa, o Flamengo foi melhor que todos os rivais. Mas isso é futebol. O São Paulo fez um gol no final do primeiro tempo, onde não havia tentado nada. No segundo tempo o time foi buscar, um jogo muito picotado pelo árbitro, muito picotado. Para mim, o time foi melhor que o São Paulo e não pôde ganhar”, disse o treinador argentino.

Por fim, Sampaoli afirmou com todas as letras que o Flamengo perdeu o título injustamente. “A regularidade comigo, o time não teve. Por isso, falava que o time teve picos. Mas os jogos que marcaram este time, que foram a eliminação na Libertadores e a derrota em alguns jogos do Brasileiro no Maracanã, que a gente não esperava… Mas esta Copa, sinceramente, seguramente a análise será vinculada a isso anterior para gerar muito mais críticas e mais pressão normalmente. Mas nesta Copa, o Flamengo perdeu injustamente.”

Por Conteúdo Estadão