Deputado acusa Fávaro de formar cartel de frigorificos para exportar carne bovina

0
110

O deputado federal Coronel Alberto Fraga (PL-DF) acusou o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, de ajudar frigoríficos das empresas JBS e Minerva a montarem um “cartel” no mercado brasileiro de exportação de carnes bovinas – o que configuraria como crime econômico.

As acusações ocorreram na semana passada, durante discurso na Câmara dos Deputados.

Segundo ele, antes de Fávaro, existia uma lista de 21 empresas responsáveis por exportações de carnes bovinas. Ocorre que, o atual ministro tirou oito empresas dessa lista. Da atual lista, a grande maioria são de empresas ligadas à JBS e Minerva, que são gigantes no ramo da exportação de carne bovina brasileira.

“O que vou dizer aqui é um escândalo, é a comprovação de que nosso país do ‘toma lá, dá cá’ e que a corrupção está longe. O Ministério da Agricultura está transformando a questão de exportação de carnes bovinas em um verdadeiro cartel”, disse ele. 

“A lista aprovada recentemente pelo ministro Carlos Fávaro, tira oito nomes. Dos nomes aprovados, cinco são da Minerva, que comprou recentemente 16 pontos da Marfrig. Ou seja, quem vai mandar no Brasil vai continuar sendo a JBS e a Minerva, formando um cartel e um monopólio que não pode existir”, acrescentou.

O parlamentar disse que pediu um requerimento convocando Fávaro à Câmara para dar explicações, já que as decisões dele sobre o mercado prejudicariam os frigoríficos de pequeno e médio porte.

Além de Fávaro, o deputado disse que os donos de frigorífico serão convocados para falaram sobre como está a atual situação das empresas no mercado de carnes.

“Não é normal e não é correto fazer com que vários frigoríficos que investiram para ser habilitados de uma hora para outra serem derrubados e surgirem outros nomes na lista. A lista se arrasta por dois anos e, de repente, a Minerva aparece com cinco nomes”, afirmou.

“Estou entrando com requerimento convocando o ministro da Agricultura para explicar qual o critério utilizou para escolher os nomes para exportar carne para China. É uma vergonha, um escárnio para não dizer que é corrupção ou vamos dizer que a escolha foi por meritocracia? Não. Foi por quem deu mais! A gente sabe como está funcionando a coisa e espero que quando o ministro chegar aqui tenha uma explicação plausível”, completou.

Veja o vídeo:

Por Midia News