Fórum discute alternativas para o Saneamento Básico

0
106
Foto: Ascom Prefeitura / Carla Braganholo

O diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Lucas do Rio Verde, Mauricio Fossatti, participou, nesta quinta e sexta-feira (28 e 29), do “Fórum Regional sobre Saneamento – Rumo à universalização e sustentabilidade no
Mato Grosso”. O evento, organizando pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental de Mato Grosso (Abes MT), foi realizado em Cuiabá.

O fórum recebeu gestores municipais, debatedores e profissionais que são referências nos temas abordados, para que houvesse apresentação de ideias e soluções inovadoras de infraestrutura, que impactam diretamente na qualidade de vida da população.

“Esse encontro é importante para que os municípios falem como devemos evoluir no campo do saneamento. O Governo do Estado também quer participar do debate para simplificar o que puder e resolver esse assunto. Há muito a se fazer”, disse o economista Gesner Oliveira.

A palestrante, Juliana Almeida Dutra, levou em consideração o valor de cada real investido em saneamento e destacou que o evento tinha como objetivo esclarecer para as prefeituras, autarquias e órgãos, suas responsabilidades no assunto, fornecendo possibilidades de recursos que auxiliem na solução deste problema.

“Muitos reclamam do custo do saneamento, mas não sabem que a cada um real investido em saneamento, principalmente em áreas de alta vulnerabilidade social e ambiental, gera R$ 29,19 em resultados sociais. O esgoto vai além de saúde e vida. Saneamento é muito mais e ele causa grandes impactos para a vida das pessoas no dia a dia”.

Em Lucas do Rio Verde, o saneamento básico faz parte das estratégias do Saae, onde o tratamento de água e esgoto está nas iniciativas amplas, garantindo o bem-estar e a qualidade de vida.

“Acredito que a nossa gestão tem investido e trabalhado arduamente em levar o melhor para os luverdenses. Atualmente, estamos com uma frente de obra para ampliação da rede de esgoto no município, onde a meta até o final do ano é de atender 53% da população e, no próximo ano, aumentar ainda mais. Em relação ao abastecimento de água, nós temos uma estrutura que atende mais de 30 mil imóveis com água 24 horas por dia em toda a cidade ”, conta o diretor da autarquia, Mauricio Fossatti.

O evento contou com apoio da Aegea Saneamento, ARSEC, Ministério Público de Mato Grosso, NIESA, OAB MT, Tribunal de Contas de Mato Grosso.