HSL realiza Caminhada Todos pela Vida em Lucas do Rio Verde

0
46
Foto: Assessoria

O Hospital São Lucas, juntamente com a Fundação Luverdense de Saúde, realizou neste sábado (09) a Caminhada Todos pela Vida. A iniciativa, que reuniu várias pessoas, faz parte das ações alusivas ao Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção do suicídio e de doenças mentais.

O grupo se reuniu no estacionamento do HSL por volta de 7h saindo em caminhada pela Avenida Mato Grosso em direção ao Lago Ernani Machado. No local uma parada para algumas palavras sobre a importância do Setembro Amarelo. A psicóloga do HSL, Elen, ressaltou a necessidade de ações que promovam a saúde e o bem-estar do ser humano. “E hoje a gente tá envolvido na campanha do Setembro Amarelo, que é a prevenção ao suicídio. E quando a gente fala prevenção ao suicídio, a gente fala do começo ao fim. A prevenção, a orientação, o acolhimento, para que não chegue no fim”, observou.

A psicóloga disse que todos podem atuar neste sentido, da prevenção. Para isso basta mais empatia e menos julgamento. “Se a pessoa não se vê na condição de acolher a dor do outro, pelo menos oriente a procurar um profissional, e não desmereça a dor do outro, ela é imensurável”, enfatizou.

Em seguida os participantes fizeram o retorno até a rotatória da Igreja Rosa Mística, também pela Avenida Mato Grosso. Em todo o percurso, agentes da Guarda Civil Municipal fizeram o acompanhamento, para garantir a segurança dos participantes da Caminhada Todos Pela Vida. “Essa foi uma forma que encontramos de demonstrar que nos preocupamos e celebramos a vida, o resultado superou as nossas expectativas” pontuou uma das organizadoras da caminhada Jessica Thalita.

O presidente da Fundação Luverdense de Saúde, Marino Franz, agradeceu a participação da comunidade e dos vereadores Daltro Figur e Ideiva Foletto. Franz destacou a necessidade da conscientização e da orientação. “É muito importante mostrar a importância do acolhimento, do tratamento, do que realmente vale, a vida. O lema é todos pela vida. Então é muito importante mostrar essa determinação e essa função também que é do Hospital São Lucas”, destacou.

Primeira secretária da Câmara, Ideiva Foletto observou que a saúde mental ainda é um desafio da sociedade. “As pessoas não querem falar, não querem admitir que existe na sociedade esse tipo de problema. E quem está dentro dos órgãos, quem está dentro do hospital principalmente, sabe o quanto grave é essa situação e quantas pessoas precisam dessa ajuda, quantas pessoas precisam ouvir: ‘você não estar sozinha’. E nós aqui estamos dizendo com essa caminhada, você não está sozinho, todos pela vida”, comentou a vereadora.

O presidente em exercício da Câmara Municipal, Daltro Figur, assinalou que o Setembro Amarelo é um momento de reflexão e de ação, de prevenção ao suicídio. “Eu acho que a gente tem que realmente se mobilizar, porque o suicídio é uma doença silenciosa também, só quem passa por isso é que sabe o que está acontecendo. Então, nós temos que orar por essas pessoas, e essa caminhada de mobilização. Parabéns ao hospital e à Fundação, de ter olhado com esses olhos e a mobilização é muito importante, de extrema importância, a realização de um evento como esse, de conscientização pela vida”.

Daltro adiantou que a Câmara Municipal também vai desenvolver ações preventivas no Setembro Amarelo. Uma delas é a realização de palestras. Ele aproveitou para convidar a comunidade para um evento na sede do Legislativo. “Quero fazer um convite aqui no dia 14, a gente vai ter um evento com palestra de um psiquiatra e um psicólogo na Câmara dos Vereadores, aberta ao público”, reforçou.

Fonte: Verbo Press