Mais de 10 mil doses foram aplicadas no Dia D da vacinação antirrábica

0
90
Foto: Ascom Prefeitura / Anderson Lippi

Durante este sábado (16), a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Saúde, realizou o Dia D da vacinação antirrábica. 

A campanha é anual e a recomendação é a prevenção através do imunizante contra a raiva animal que além de proteger o pet, também protege a família. Os donos de cães e gatos levaram seus animais para que recebessem gratuitamente a dose de vacina.

“Eu já tive o caso de um filho meu ser mordido por um cachorro de rua e não sabíamos se o animal era vacinado ou não. Tivemos que correr atrás de medicamentos. Com os cachorros lá de casa, cumprimos essa responsabilidade de trazê-los para vacinar, ainda mais com o município dando esse apoio. É de extrema importância, principalmente em relação a saúde pública”, declara Glaico Freitas, instrutor de dança.

A raiva pode causar a morte tanto do animal, como do humano, já que é uma zoonose que pode contaminar o dono e o pet. O vírus da doença pode permanecer encubado por alguns meses antes que os seus sintomas comecem a aparecer, sendo que, nos gatos, a doença destaca sinais diferenciados, mas não menos agressivos.

De acordo com a enfermeira, Rafaela Martins, responsável pela equipe do PSF VII – Jardim Primaveras, até o momento, não existe cura para essa doença. “Os registros são casos isolados, mas focar na prevenção por meio da vacinação de cães e gatos é garantir a manutenção de controle da doença. O cuidado com a vacinação deve ser feita em qualquer época do ano. A raiva é bastante agressiva e fatal”, afirma a profissional da saúde.

Em Lucas do Rio Verde, o imunizante foi aplicado apenas em cães e gatos com idade acima de três meses de vida. Ao todo, 10.730  pets foram imunizados, sendo 1.449 gatos e 9.281 cães. A vacinação aconteceu em todos os PSFs da área urbana do município.