Rapaz é encontrado morto com tiro na cabeça na divisa entre Lucas do Rio Verde e Sorriso

0
107
Foto: Reprodução

Na manhã desta segunda-feira (18) a Polícia Militar foi informada via 190 sobre um corpo que teria sido encontrado na estrada que dá acesso à Comunidade do Morocó. Os militares foram até o local, que fica após a ponte sobre o Rio Verde, já no município de Sorriso. Com isso a Políciai Civil daquele município foi acionada.

“Fomos informados pelos colegas da PM sobre um corpo localizado próximo ao Rio Verde, mas já na área pertencente a Sorriso. Então a gente veio analisar a situação, entramos em contato com os colegas de Lucas, e realmente se trata de um homicídio cometido provavelmente em contexto de facção criminosa, em uma execução, em que teria uma segunda possível vítima, que conseguiu escapar. Os colegas de Lucas já estão desenvolvendo a investigação desde o momento em que foram arrebatadas as vítimas. A gente está fazendo local de crime aqui porque é município de Sorriso, mas a investigação vai ficar no município de Lucas do Rio Verde. Já conversei com o delegado que já solicitou que fosse enviada ele a investigação, por se tratar de um crime oriundo de um problema aqui da cidade”, explicou o Delegado Dr. Bruno França.

O corpo é de um jovem e segundo o delegado foi identificado apenas um disparo na cabeça. “A princípio apenas um disparo. Os colegas da Politec estão fazendo um trabalho ali, a gente encontrou um corpo com sinal de execução com um disparo na nuca, até o momento foi o que a gente conseguiu identificar. Obviamente na necrópcia você consegue visualizar a existência ou não de qualquer outra lesão. Nós estamos tentando identificar se esse corpo foi desovado aqui ou se esse é o local do homicídio”.

O perito da Politec, Luciano Nogueira, falou sobre os trabalhos realizados no local do crime. “A gente identificou preliminarmente no exame aqui no local uma perfuração de entrada de projeto de arma de fogo na região da cabeça, no lado direito. A gente identificou também algumas manchas de sangue na roupa dele e com a posição que ele foi encontrado não é muito compatível que ele tenha sido alvejado exatamente na posição que ele foi encontrado. Então o fato da gente encontrar sangue na roupa significa que teve uma queda por gravidade e aí possivelmente ele estava ou em pé ou ajoelhado e posteriormente foi removido para o local que ele está aqui. Então o crime pode ter acontecido aqui exatamente no local e depois o corpo sofreu um pequeno deslocamento para onde ele foi encontrado ou foi feito em um local diverso.

A gente encontrou aqui também uma cápsula de arma de fogo de calibre .40 e aí depois a gente deve fazer o confronto com uma arma que possivelmente a autoridade policial já deve ter alguns suspeitos e a gente pode subir até o confronto”, explicou o perito.

As investigações seguem em curso para identificar os causas e os suspeitos desse homicídio.