Série D contou com volume inédito de recursos

0
130

A final da Série D do Campeonato Brasileiro ficará marcada como a edição com o maior volume de investimentos da história da categoria. Para o ano de 2023, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) destinou R$105 milhões, em investimentos. Deste total, R$ 25,4 milhões somente para as premiações, valor 50% superior ao montante da última temporada. Até a chegada de Ednaldo Rodrigues à presidência da entidade, os clubes da Série D não recebiam cotas e nem havia premiação pela participação no campeonato.

O objetivo dos aportes realizados pela CBF na Série D visam melhorar o nível técnico dos clubes, além de torná-los mais atrativos do ponto de vista comercial. Além das cotas de premiação, a CBF também ficou responsável por financiar a organização dos campeonatos, desde o transporte e hospedagem dos times participantes, passando pelos custos de arbitragem.

Outra novidade na Série D foi a inserção do VAR a partir das oitavas de final da competição. No ano passado, o árbitro de vídeo já havia sido implantado na Série D, mas somente a partir das quartas de final. Com a ampliação, a CBF segue em seu compromisso de dar ainda mais transparência e profissionalismo à Série D.

Fonte: CBF
Crédito de imagem: Créditos: Lucas Emanuel / FCF