Ataques de tubarões e as mortes causadas por eles aumentaram em 2023

0
93
scary shark opening mouth in water
Photo by Mile Ribeiro on Pexels.com

Relatório publicado pelo Arquivo Internacional de Ataques de Tubarões e divulgado pela Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, revela que ataques de tubarões e as mortes causadas por eles aumentaram em todo o mundo no ano passado.

Ao todo, foram registrados, em 2023, 69 ataques não provocados de tubarões, 6 a mais do que os 63 registrados em 2022.

Os ataques são considerados como não provocados quando um tubarão morde um ser humano vivo no habitat natural do tubarão, sem nenhuma provocação humana ao animal.

Há também os ataques provocados, que ocorrem quando um humano inicia a interação com um tubarão de alguma forma e leva a mordida. Um exemplo são mergulhadores mordidos após tentar tocar em tubarões ou uma pessoa que é mordida tentando remover um tubarão de uma rede de pesca.

Desse tipo de ataque, o provocado, foram 22 no ano passado.

Ainda de acordo com o relatório, 10 pessoas morreram em 2023, o dobro do ano anterior e a maior quantidade em 12 anos.

No total, a Austrália registrou quatro mortes; duas foram nos Estados Unidos e  Bahamas, Egito, México e Nova Caledônia registraram uma morte cada um.

O Brasil é listado no relatório como quarta nação em número de ataques de tubarões. Foram três casos no ano passado, nenhum deles fatal.

À frente do Brasil, com uma quantidade maior de ataques, estão Estados Unidos, Austrália e Nova Caledônia.