Goiás e Paysandu decidem título da décima edição da Copa Verde

0
90

Título inédito ou consolidação de uma dinastia da Copa Verde? Esta é uma das disputas desta quarta-feira entre Goiás e Paysandu, que se enfrentam às 20 horas, no Estádio da Serrinha, em Goiânia. Em busca da primeira taça no torneio, o time esmeraldino decide em casa e tem a vantagem de jogar até por uma derrota simples para ser campeão.

O duelo final da Copa Verde terá a transmissão da TV Brasil e do BandSports.

Final da Copa Verde entre Paysandu e Goiás

Final da Copa Verde entre Paysandu e Goiás
Créditos: John Wesley/Paysandu

O primeiro jogo entre os dois clubes foi há duas semanas, com vitória goiana por 2 a 0. Campeão em 2016, 2018 e 2022, o Papão precisa reverter o placar para levar o jogo aos pênaltis ou vencer por três gols de diferença para conquistar o tetracampeonato e se isolar ainda mais como o maior vencedor do torneio.

Esta é a décima Copa Verde da história, edição que tem investimento e premiação recordes. A CBF dobrou a premiação para os finalistas. O vencedor receberá R$ 400 mil, o dobro do valor pago no ano passado.

Final da Copa Verde entre Paysandu e Goiás

Final da Copa Verde entre Paysandu e Goiás
Créditos: John Wesley/Paysandu

Além da premiação pela conquista da competição, o campeão garantirá vaga na terceira fase da Copa do Brasil de 2024. Neste ano, a CBF pagou R$ 2, 1 milhões para os times que disputaram essa fase da competição nacional. Já o vice-campeão ganhará R$ 200 mil, valor que também é recorde.

“A Copa Verde é uma festa para o futebol de todos os estados envolvidos na competição. A decisão em Goiânia é a prova da força da Copa Verde, que chega na sua décima edição forte e se tornando cada ano mais atrativa para o torcedor e patrocinadores”, afirmou o Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Neste ano, a CBF investiu R$ 6 milhões, valor histórico, para realizar a décima edição da competição. A entidade é responsável por pagar cota de participação a todos os clubes e custear as despesas dos jogos, que inclui transporte, hospedagem, arbitragem, VAR, alimentação e antidopagem, entre outros gastos das partidas.

Além da premiação, a final de 2023 da Copa Verde pode representar uma nova fase para o técnico Emerson Ávila. No cargo como interino do Goiás desde abril, o treinador acredita que a conquista da competição é uma coroação do trabalho feito pelo time.

“Todo título é importante na vida de um treinador, ainda mais um título nacional como a Copa Verde. Eu tive muitas conquistas ao longo da minha carreira e sempre valorizei todas. A Copa Verde é muito importante para mim e para o clube. É a coroação de tudo que os atletas fizeram nesta competição”, declarou o treinador.

Emerson Ávila busca primeiro título no Goiás

Emerson Ávila busca primeiro título no Goiás
Créditos: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

No lado paraense, o técnico Marquinhos Santos aposta na força da camisa do Paysandu, único tricampeão da Copa Verde.

“Vestimos uma camisa grande, de peso, com uma torcida enorme que não pode sofrer essas situações. Não podemos ter um comportamento diferente dentro e fora de casa. Nós temos que achar esse equilíbrio para seguir um caminho, um rumo, não só dentro de casa, mas fora”, declarou o treinador.

Marquinhos Santos é o técnico do Paysandu

Marquinhos Santos é o técnico do Paysandu
Créditos: John Wesley/Paysandu

 

Fonte: CBF
Crédito de imagem: Créditos: John Wesley/Paysandu