PM encontra pés de maconha após denúncia feita por moradores de assentamento em MT

0
218

A Polícia Militar flagrou uma plantação de maconha em um assentamento rural no município de Denise (208 km de Cuiabá), no último sábado (3). Uma mulher de 26 anos e uma adolescente de 13 anos foram detidas durante a abordagem policial. O sítio onde a plantação foi encontrada pertence aos pais da menor, que fugiram ao avistarem os militares.

Conforme informações do boletim de ocorrência, uma equipe de patrulhamento em rondas pela zona rural do município recebeu uma denúncia dos moradores sobre a presença de homens acampando em um sítio de propriedade do “Zé Grandão” e que estaria circulando pela região com armas de fogo, assustando os populares.

Os militares foram até o local informado e ao se aproximarem do sítio, viram um homem em posse de uma pistola. O suspeito, assim que avistou os policiais, começou a fugir em direção ao mato, enquanto efetuava vários disparos em direção à equipe. Os militares revidaram com alguns tiros, mas ninguém foi atingido.

Em seguida, a equipe chegou na residência e abordou as suspeitas, de 26 e 13 anos. A menor relatou que os pais moravam na propriedade e que quatro homens, amigos de seu pai, estariam em posse de armas de fogo no local. Ela disse que todos fugiram ao perceberem a presença policial.

Já a suspeita de 26 anos relatou que estava no local a convite dos pais da menor. Ela saiu da prisão há pouco tempo, pelo crime de receptação.

Na varanda da casa, foram localizadas oito porções embaladas de substância análoga à maconha, uma porção média de maconha e duas porções de substância análoga à pasta base de cocaína, também embaladas para venda.

Os policiais também encontraram uma bolsa com mais drogas e uma arma de fabricação caseira tipo garrucha, com calibre 36 mm e uma munição intacta. Outras munições também foram localizadas na casa. No quintal da residência, foi encontrada a plantação de maconha com oito pés.

Diante dos fatos, a menor e a mulher foram encaminhadas para a Delegacia. O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar a condução da adolescente.

O caso é investigado pela Polícia Civil.

Fonte: olhar direto