Calagem, gessagem e vazio sanitário garantem o sucesso na lavoura

0
94
Foto: Best Place

Com o encerramento da colheita do milho em Mato Grosso, os produtores agora começam a preparar o solo para o plantio da cultura de soja, que inicia no dia 16 de setembro. Para esse cuidado com o solo os produtores utilizam as técnicas de calagem e gessagem (calcário) que são recomendadas, mas que possuem finalidades diferentes.

A calagem fornece cálcio e magnésio para às plantas e corrige os teores de alumínio e principalmente a acidez do solo. Já a gessagem tem como objetivo conseguir por meio da insolubilização do alumínio presente no solo o fornecimento de nutrientes de forma mais profunda.

De acordo com o diretor de pesquisa da Fundação de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico Rio Verde, Fábio Kempim Pittelkow, após análise do solo, é realizado a intervenção com essas técnicas que melhorarão as químicas do solo e o fornecimento dos nutrientes.

“Nesse momento entramos na fase da distribuição da calagem e gessagem, que é o calcário e em alguns casos já temos a distribuição de fertilizantes. Essa técnica é importante para melhorar as condições químicas do solo e fornecer cálcio e magnésio para a cultura da soja e depois do milho”.

Fábio explica que essa prática acontece principalmente no período de estiagem que antecede o vazio sanitário obrigatório em todo o país.

“O vazio sanitário é uma ferramenta que se viu necessária para o sucesso da produção de soja e todo o Mato Grosso, se tornando um benefício para o produtor e onde fornece uma segurança muito boa em termos de combate de inóculo de ferrugem, que é uma doença que pode trazer muito prejuízo ao agricultor e toda a produção da região” explica

O vazio sanitário é o período definido e contínuo de pelo menos 90 dias, em que não se pode semear nem manter plantas vivas de soja no campo. Nesse período plantas voluntárias devem ser eliminadas.

A FUNDAÇÃO

A Fundação de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico Rio Verde tem como objetivo apoiar o desenvolvimento sustentável, ambiental e soluções tecnológicas para o agronegócio.

Entidade sem fins lucrativos, com participação aberta a todos os segmentos do agronegócio, meio ambiente e desenvolvimento humano.

A Fundação Rio Verde está localizada na Rodovia da Mudança – MT449,  Km 08 em Lucas do Rio Verde – MT.