O papel da China na economia brasileira e as incertezas dos gastos nos EUA

0
85

O impacto da China na economia brasileira e o desafio dos gastos nos EUA

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, reiterou a importância da China para o Brasil e outros países emergentes. Ele ressaltou que a desaceleração na economia chinesa tem afetado os mercados, incluindo o surgimento de casos de deflação inesperada e a falência de grandes empresas imobiliárias no país.

Mesmo com os cortes de juros na China, Campos Neto enfatizou que essas medidas podem não ser suficientes para impulsionar grandes mudanças. Ele mencionou a possibilidade de o governo chinês tolerar um crescimento mais baixo, desde que seja mantido um patamar satisfatório. No entanto, o mercado tem buscado números mais próximos de 4% ou até mesmo abaixo disso.

Sobre os Estados Unidos, o presidente do Banco Central brasileiro destacou que a atenção em relação à política fiscal norte-americana aumentou após os alertas da Fitch. Com os altos gastos do governo dos EUA, é difícil prever o impacto na macroeconomia global. Essa situação pode explicar em parte a resiliência do crescimento nos Estados Unidos.

(Foto: Pedro França/Agência Senado)