Palmeiras vence Atlético-MG no Mineirão e abre vantagem nas oitavas da Libertadores

0
89

O Palmeiras conquistou uma importante vantagem na Libertadores nesta quarta-feira (2). No Estádio do Mineirão, pela partida de ida das oitavas de final da competição continental, a equipe comandada por Abel Ferreira venceu o Atlético-MGpelo placar mínimo: 1 a 0.

Raphael Veiga anotou o único tento do confronto, aos 28 minutos da etapa inicial. O meia emendou belo chute de fora da área, após corte de Jemerson, e colocou o Alviverde um pouco mais próximo das quartas de final do torneio internacional.

Quem se classificar neste duelo pega, na próxima fase do mata-mata, o vencedor do embate entre Independiente del Valle-EQU e Deportivo Pereira-COL. Nesta quarta, a equipe colombiana triunfou por 1 a 0, em casa.

A partida de volta entre as equipes está marcada para o Allianz Parque, na próxima quarta-feira (9), também às 21h30 (de Brasília).

Agora, tanto Galo quanto Verdão voltam suas atenções para a Série A do Campeonato Brasileiro. O time de Felipão vai ao Estádio do Morumbi no sábado, às 16h, para encarar o São Paulo  — o Alviverde, por sua vez, visita o Fluminense no Maracanã um dia antes, às 21h.

O Palmeiras começou a partida a todo vapor, aproveitando o ‘buraco’ deixado por Otávio na intermediária do Atlético-MG. Aos 7, Rony serviu Gabriel Menino que, sem Everson no lance, chutou em cima de Guilherme Arana; no minuto seguinte, com muito espaço, Veiga avançou pelo meio e chutou rasteiro — para defesa do arqueiro do Galo. No rebote, Jemerson limpou o lance e impediu o tento na sobra.

Em uma etapa inicial lá e cá, mas sem chances contundentes de gol, pintou a estrela de Raphael Veiga. Aos 28, Jemerson cortou cabeceio de Gómez para a área — mas a bola sobrou para o camisa 23 que, de fora da área, não pensou duas vezes em chutar ‘de qualquer jeito’, sem pular, mostrando bela técnica: 1 a 0 para o Alviverde no Mineirão.

Após o gol, e até mesmo antes, o Galo mostrava-se perdido em campo. Desorganizado e correndo o risco de sofrer uma goleada definitiva para a eliminatória, Luiz Felipe Scolari não esperou o intervalo chegar para tirar Zaracho de campo e colocar Igor Gomes em seu lugar.

No restante da etapa, a temperatura do embate abaixou. O Atlético-MG seguiu apático, sem criar boas oportunidades — exceto por uma linda tentativa de bicicleta de Hulk, que passou à direita do gol de Weverton. O Verdão, por sua vez, recuou, abaixou as linhas de marcação e passou a administrar a vantagem.

2º tempo

Logo aos três minutos da etapa final, o time da casa chegou com perigo. Depois de cobrança de escanteio venenosa de Igor Gomes, Jemerson subiu no segundo andar e cabeceou. Na hora de encaixar a defesa, Weverton soltou a bola e assustou a torcida visitante presente, mas conseguiu — posteriormente — assegurar a intervenção.

O segundo tempo do Galo foi, gradativamente, melhorando. Hulk assustou em cobrança de falta do ‘meio da rua’, enquanto Saravia arrancou suspiros da torcida no Mineirão ao finalizar de fora da área, colocado, à esquerda da meta defendida pelo Palmeiras.

Aos 28, Pedrinho enfiou boa bola em profundidade para Igor Gomes. Dentro da área, o ex-meia do São Paulo serviu Paulinho pelo meio, mas o camisa 10 não pegou direito na bola e, cara a cara com Weverton, desperdiçou boa oportunidade. O bandeirinha já marcava impedimento na jogada, porém.

No restante do segundo tempo, o cenário permaneceu igual. O Palmeiras controlou o Galo, que pouco ameaçou com contundência. Aos 48, Jhon Jhon cobrou falta para a área, Alan Kardec tentou tirar e acertou a própria trave — foi o último susto do duelo no Gigante da Pampulha.

Gazeta Esportiva (foto: Cesar Grecco/arquivo/assessoria)