CSA celebra 110 anos de história

0
49

Quarenta vezes campeão alagoano, o CSA completa 110 anos de história nesta quinta-feira (7). Fundado em 1913, a equipe atualmente está na Série C do Campeonato Brasileiro. 

A Sociedade Perseverança e Auxiliar dos Empregados no Comércio foi o local da fundação do Centro Sportivo Alagoano. Jonas Oliveira se reuniu com Osorio Gatto, Entiquio Gomes Filho, Antenor Barbosa Reis, Francisco Rocha Cavalcante, Arestides Ataide de Oliveira, Antonio Miguel de Oliveira e Vicente Grossi com o objetivo de criar a agremiação.

O primeiro nome do clube foi Centro Sportivo Sete de Setembro, para homenagear sua data de fundação. No começo, a sede do CSA foi a própria Sociedade Perseverança, local responsável por reunir atletas de diversos esportes, como boxe, luta greco-romana, levantamento de peso, lançamento de dardos e outros. 

O time só foi ter seus primeiros treinos e jogos quando a sede passou a ser na Praça da Independência, antiga Praça da Cadeia, em 1915.

CSA lançou uma camisa especial para comemorar os 110 anos

CSA lançou uma camisa especial para comemorar os 110 anos
Créditos: Divulgação/CSA

Antes de se tornar o Centro Sportivo Alagoano, o clube chegou a ser batizado de C. S. Floriano Peixoto entre 1914 e 1918. Mas foi com o atual nome que o Azulino passou a ter reconhecimento do povo alagoano e começou a ser conhecido como “Clube das multidões”.

Os anos de 2017 e 2018 foram emblemáticos para o CSA. Em 2017, foram campeões do Brasileirão Série C, conquistando seu primeiro título a nível nacional. No ano seguinte, superaram o CRB, seu maior rival, na final do Campeonato Alagoano, faturando seu 38º título. Ainda em 2018, como vice da Série B, conseguiu o acesso à elite do futebol nacional.

Em 2023, o CSA disputou a Série C do Brasileirão e encerrou sua participação na competição em 12º lugar, com 24 pontos.

A Confederação Brasileira de Futebol parabeniza o CSA pelos 110 anos de história.

CSA celebra 110 anos de história

CSA celebra 110 anos de história
Créditos: Will Anacleto/CSA

Fonte: CBF
Crédito de imagem: Créditos: Divulgação/Brasil de Pelotas