Janja assumiu agenda presidencial; Câmara quer explicação

0
889

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara vai ouvir o chefe da secretaria geral da Presidência, Márcio Macedo, o Ministro chefe da Casa Civil, Rui Costa e o Ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, sobre a competência da primeira-dama, Janja da Silva, em assumir a agenda presidencial.

Durante o compromisso com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), que constou entre os agendamentos do presidente da República, na última quarta-feira (27), a primeira dama surgiu dizendo que “desde o acontecimento no Rio Grande do Sul eu tenho trabalhado para que parte desses recursos venham para cá”. 

https://twitter.com/JanjaLula/status/1707394464837161324?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1707394464837161324%7Ctwgr%5E0673d31d8d769a8ffeb8b241fbc5c0be493b178d%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fdiariodopoder.com.br%2F
Janja apareceu nas redes sociais abraçando pessoas atingidas pelas enchentes, sustentando comportamento messiânico.

Quer dizer que agora a primeira-dama da República que substitui o Presidente na sua ausência? Que sucessão é essa que não consta na nossa Constituição Federal? Lula não respeita as nossas leis, não respeita os brasileiros e muito menos o dinheiro público. Parece até que Lula foi eleito sozinho. Cadê o seu vice-presidente? Janja não foi eleita. Isso é inaceitável! Precisamos de explicações”, enfatizou o vice-líder da oposição, Evair de Melo.

 

Por Diário do Poder