Palmeiras toma virada no fim com time reserva, e Bragantino assume vice-liderança do Brasileiro

0
140

Abel Ferreira escalou um time completamente reserva e o Palmeiras perdeu nos acréscimos do segundo tempo para o Bragantino neste domingo (1), no Estádio Nabi Abi Chedid, pela 25ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro: 2 a 1.

Endrick, anotou para os visitantes, enquanto Eduardo Sasha e Eric Ramires, em prol dos donos da casa, marcaram os gols do confronto.

Com o resultado, o Verdão cai para a quarta colocação do Brasileirão, com 44 pontos, sete atrás do Botafogo — que joga nesta segunda-feira, contra o Goiás, em casa. Por sua vez, o Massa Bruta soma 45 e ultrapassa o próprio adversário deste domingo e o Grêmio, pulando para a vice-liderança.

O Alviverde tem clássico pela frente no Brasileirão. Na Arena Barueri, às 16h (de Brasília) do próximo domingo, o time palestrino enfrenta o Santos. Por outro lado, a equipe de Pedro Caixinha visita o Athletico-PR na Ligga Arena, no mesmo dia, mas às 18h30.

Os comandados de Abel Ferreira, entretanto, voltam suas atenções totais para a Libertadores. Às 21h30 da quinta-feira, o Palmeiras recebe o Boca Juniors — no Allianz Parque — pela partida de volta das semifinais da competição continental. A ida, na Bombonera, terminou empatada em 0 a 0.

O jogo — Foi um primeiro tempo muito, muito movimentado. Luís Guilherme assustou Cleiton com cobrança de falta venenosa logo aos dois minutos, enquanto Eduardo Sasha respondeu para os donos da casa pouco depois, ao pular de carrinho na bola após cruzamento para a área e acertar a atrave. Aos 12, foi a vez de Juninho Capixaba afunilar em velocidade, invadir a área e receber passe — no chute, porém, Marcelo Lomba fez grande defesa.

O Palmeiras abriu o placar pouco antes dos 15 minutos de etapa. Richard Ríos fez o desarme na defesa, Jhon Jhon ficou com a bola e deu lindo passe para Endrick, em profundidade. A joia alviverde recebeu livre, disparou, driblou o arqueiro rival e só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes: 1 a 0.

As ações seguiram em alta mesmo depois do gol. Aos 16, Luís Guilherme chutou cruzado e Cleiton espalmou; depois, a Cria carregou pelo meio e arriscou de longe, acertando a trave. Aos 23, Vanderlan fez linda jogada pela esquerda, deu um chapéu na marcação e serviu Breno Lopes — que chegou batendo rasteiro, também acertando o poste.

Aos 29, Richard Ríos arriscou uma bomba de longe e obrigou defesa plástica de Cleiton. Cinco minutos depois, enfim o Bragantino respondeu à pressão palmeirense: Lucas Evangelista tentou o chute de fora da área e tirou tinta da trave de Marcelo Lomba.

Na etapa final, a temperatura do embate diminuiu. Aos 13, porém, Juninho Capixaba carregou pela esquerda e cruzou com força para a área — a bola bateu no braço aberto de Richard Ríos e Wagner do Nascimento Magalhães assinalou a penalidade.

Na cobrança, Eduardo Sasha encheu o pé e não deu chances de defesa para Marcelo Lomba: 1 a 1.

Aos 20 minutos, novo susto para o Palmeiras. Vitinho chutou de fora da área, fraco, mas Lomba não conseguiu agarrar. No rebote, Thiago Borbas encheu o pé e o arqueiro alviverde foi capaz de se redimir, fazendo a defesa à queima-roupa. Três minutos depois, o camisa 18 voltou a assustar a meta palestrina.

Aos 45 minutos, o Bragantino fez o gol da vitória. Juninho Capixaba levantou para a área, Thiago Borbas pulou para o cabeceio e ‘enganou’ Marcelo Lomba. A bola sobrou livre para Eric Ramires só empurrar para o fundo do gol e decretar o triunfo tardio dos mandantes.

Gazeta Esportiva (foto: assessoria)