Programa Saúde com Agente forma mais 40 profissionais em Lucas do Rio Verde

0
594
Foto: Ascom Prefeitura/Anderson Lippi

Na tarde desta sexta-feira (29), foi realizada no auditório do Espaço Saúde, no bairro Jardim das Palmeiras, a formatura de 19 Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e 23 Agentes de Combate às Endemias (ACEs), dos cursos técnicos do Programa Saúde com Agente.

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, como um dos incentivadores da atualização em saúde, aderiu ao programa e atendeu a todas as contrapartidas implementadas como, por exemplo, a compra de kits que é composto por chapéu, colete e mochila, e aquisição de esfigmomanômetro, glicosímetro e termômetro conforme as determinações do Ministério da Saúde.

Os cursos tiveram início em agosto de 2022 e finalizaram em julho de 2023. Durante esse período, os profissionais, de forma intercalada, focaram nos objetivos do programa que são: formação técnica com as necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS), contribuir para a melhoria da saúde da população, fortalecer a Atenção Primária à Saúde (APS) em seus atributos essenciais, fortalecer a Vigilância em Saúde e aperfeiçoar as ações de combate às endemias, visando à promoção da saúde.

“Essa formação técnica foi muito positiva. O curso veio do Ministério de Saúde, do Conasems, e ajudou muito os agentes a entenderem mais sobre os serviços que são prestados nas casas das famílias”, explicou a preceptora da turma de ACEs, Simone Silva.

Os cursos técnicos de Agente Comunitário de Saúde e Vigilância em Saúde com ênfase no combate às endemias tiveram uma carga horária mínima de 1.200 horas para habilitação nas atividades. A capacitação foi cumprida na forma presencial, durante a jornada de trabalho, e na modalidade de Educação a Distância, que contou com 26 disciplinas.

“Sem dúvida foi um desafio tremendo, mas nós conquistamos muitas vitórias. E realmente quem ganha com isso é a população. Nós recebemos uma capacitação de extrema importância para a comunidade e agora vamos entrar em campo e mostrar tudo o que nós aprendemos em benefício para a sociedade”, contou o agente de combate às endemias, Ronaldo Lima.

Um dos grandes objetivos do programa é que os profissionais de saúde tenham um olhar apurado sobre informações coletadas nas residências, e saibam orientar os pacientes que necessitem de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde, por exemplo.

“Esses profissionais passaram por esse processo de formação, com a parceria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e após esse processo de qualificação, estarão ainda mais preparados para atuar nas suas respectivas funções. Com isso, a nossa saúde ganha muito. Nossa gestão tem incentivado muito o processo de educação, principalmente educação permanente. A gente vê o resultado desse processo de qualificação na ponta, onde a nossa população está cada vez melhor assistida, então realmente é um dia muito feliz para nós”, ressaltou a secretária de Saúde, Drª Fernanda Heldt Ventura.

A qualificação trata-se de uma iniciativa para melhorar os indicadores de saúde, a qualidade e a resolutividade dos serviços da Atenção Primária aos brasileiros. A partir das informações coletadas nos atendimentos, o Ministério da Saúde terá à disposição, uma base de dados de extrema relevância para a gestão e construção de políticas da área.

Também estiveram presentes na cerimônia de conclusão dos cursos o presidente em exercício da Câmara Municipal, Daltro Figur, a supervisora da Atenção Primária em Saúde, Gláucia Accordi, e a supervisora da Vigilância em Saúde Municipal, Cláudia Engelman.