TRT-MT | Ampliação da usina fotovoltaica em Tangará garante economia de mais R$50 mil por ano

0
34
Foto: Reprodução

Mais cerca de R$ 50 mil serão economizados pelo Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-23) após a ampliação do sistema de geração de energia fotovoltaica do Fórum Trabalhista de Tangará da Serra. A nova central foi concluída no fim do mês passado e contou com um investimento de R$ 227 mil.

Os painéis solares foram implantados na cobertura do estacionamento da unidade, que possui cerca de 20 vagas. As novas placas vão economizar aproximadamente R$ 4,2 mil por mês na conta de energia, o que corresponde a média de R$ 50,4 mil por ano.

A ampliação faz parte de uma série de investimentos em energia limpa que o Tribunal vem realizando nos últimos sete anos como parte do projeto de responsabilidade socioambiental, uso sustentável dos recursos naturais e eficiência do gasto público.

Investimento

Desde 2018, quando foram instaladas as primeiras placas de energia fotovoltaica em Várzea Grande e Tangará da Serra, o TRT mato-grossense investiu R$ 4,7 milhões para implantação dos 3.546 painéis solares, que juntos produzem uma economia anual de R$ 1,45 milhão.

No complexo-sede, que inclui o Tribunal, o prédio administrativo e o prédio das varas de Cuiabá, foi investido cerca de R$ 1 milhão para instalação de 108 painéis no estacionamento e 320 placas na corte. Também foram instalados 155 painéis no prédio administrativo e 155 no prédio das varas.

Fonte: Karine Arruda | TRT-MT