Acusado de decapitar jovem em Lucas do Rio Verde e preso em Dourados-MS, foge quando ia fazer exame

0
241
Foto: Reprodução

Maikel Pereira dos Santos, de 28 anos, que tinha sido preso na noite de terça-feira (12), por agentes do Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado) na periferia de Dourados, acusado de ser o mandante de homicídio de jovem de 19 anos decapitado na cidade de Lucas do Rio Verde (MT), fugiu nesta quinta-feira (14), quando ia fazer exame de corpo de delito no Instituto Médico e Odontológico (IMOL) em Dourados.

Fontes policiais confirmaram a fuga de Maikel que é considerado de alta periculosidadeFontes policiais confirmaram a fuga de Maikel que é considerado de alta periculosidade, mas detalhes de como ele fugiu ainda não foram divulgados.

VÍDEO

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que Maikel Pereira dos Santos, de 28 anos, líder de facção, considerado de alta periculosidade, foge pulando o muro do Imol (Instituto Médico Odontológico), em Dourados, nesta quinta-feira (14). De acordo com a polícia, ele conseguiu se soltar das algemas e fugiu, quando seria levado para o presídio.

PRISÃO

Policiais do Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado) localizaram e prenderam em flagrante em MS, líder de integrante de organização criminosa do estado do Mato Grosso.

De acordo com a polícia, o Dracco recebeu informações através da Força integrada PJC/MT, Delegacia de Polícia de Lucas do Rio Verde-MT, Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Nova Mutum e Diretoria de Inteligência de que um faccionado.

Ele é apontado como mandante de um homicídio de um jovem de 19 anos decapitado na cidade de Lucas do Rio Verde-MT, e teria fugido para Mato Grosso do Sul, passando a residir em Dourados-MS, onde estaria fazendo uso de documentos falsificados, facilitando o seu trânsito por aquela localidade livremente.

Mesmo procurado, ainda de acordo com a polícia, ele não parou com suas atividades criminosas, passando a se dedicar ao tráfico de drogas na cidade de Dourados, inclusive, divulgando em rede social a oferta dos entorpecentes. As investigações prosseguem para identificação dos demais indivíduos.

Fonte: Redação com MS em Foco